segunda-feira, 23 de abril de 2012

O CRONOGRAMA DE DEUS






 

Algumas vezes parece que Deus não está interessado, ou atento, ou voltado às nossas orações porque não age tão prontamente como esperamos. Ou talvez Ele esteja agindo, mas não O percebemos.

Nós humanos ficamos impacientes. Se não vemos alguma resposta imediata, deduzimos que Deus está alheio. Habacuque, por exemplo, queixou-se a Deus porque não estava sendo ouvido; Deus lhe disse que Ele já estava fazendo alguma coisa da qual o profeta nem imaginava (Habacuque 1:2,5-6). O Senhor lhe disse: “Porque a visão ainda está para cumprir-se no tempo determinado, mas se apressa para o fim e não falhará; se tardar, espera-o, porque, certamente, virá, não tardará” (Habacuque 2:3).

Os mártires sob o altar estavam clamando por vingança e lhes foi dito que esperassem um pouco (Apocalipse 6:9-11). José teve de sofrer por ser raptado e vendido e então esperar durante 13 anos de escravidão e prisão antes que Deus o libertasse. Mas ele mais tarde viu claramente que a mão de Deus estava em tudo o que tinha ocorrido (Gênesis 45:5-8). Abraão esperou até ter 100 anos de idade para receber o filho que o Senhor lhe havia prometido. Jó teve que esperar durante agoniados meses de dor e sofrimento sem saber se o Senhor o havia ouvido ou se cuidava dele. Deus não age apressadamente; age no tempo que Ele, em sua infinita sabedoria, determina que seja o melhor. Temos que esperar pacientemente.

As palavras no final de Habacuque são um grande lema para nós:“Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia, eu me alegro no Senhor, exulto no Deus da minha salvação”(Habacuque 3:17-18). Não importa o que acontece e menos ainda importa como as coisas parecem ficar ruins, precisamos esperar no Senhor e depositar toda a nossa esperança e confiança na Sua incondicional graça, no Seu estrondoso poder, e no Seu infinito amor por cada um de nós.


Gary Fisher, no Portal Estudos da Bíblia
http://salmo37.wordpress.com/

REGOZIJO NA ESPERANÇA






Regozijo é um sentimento intenso de alegria e bem-estar. É uma vivência profunda de gozo interior. Para Paulo, uma das causas de regozijo é a esperança cristã: “Regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração” (Romanos 12:12).

Esperança, para algumas pessoas, é um sentimento quase frágil, que tenta compensar a ausência da certeza da fé. Paulo coloca fé e esperança em nível igual. Fé é acreditar nas promessas divinas. Esperança é a certeza de que, mesmo não vendo-as cumpridas agora, as promessas certamente serão cumpridas, porque se baseiam na Palavra do Senhor. Por isso, Paulo diz: “esperança que se vê não é esperança”. O Autor de Hebreus diz que “a fé e o firme fundamento das coisas que se esperam”.

Temos então razão bíblica para nos regozijar, quando cultivamos a esperança. Esperar pelas promessas do Senhor pode ser uma experiência de gratidão alegre. Esperar com certa melancolia ou tristeza diminui a profunda ação espiritual que a esperança bíblica desempenha em nosso coração. Quando eu confio em alguém, que me prometeu um presente, eu me alegro antecipadamente, enquanto espero pelo presente. É isto que significa “regozijai-vos na esperança”.


DEVOCIONAL AMOR EM CRISTO
http://salmo37.wordpress.com

segunda-feira, 16 de abril de 2012

As armas dos jovens



 
Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno. (1 Jo 2:14b)
Todos nós que aceitamos o Senhor Jesus como nosso senhor e salvador temos de lutar contra o maligno, diferentemente dos que estão no mundo que já se renderam a sua vontade e não se preocupam em lutar contra, outros se unem ao diabo e ao invés de lutarem contra ele lutam a favor dele.
Mas nós que aceitamos Jesus lutamos contra ele todos os dias, a cada momento temos que estar firmes com nossas armaduras prontos para pelejar contra as astutas ciladas do inimigo(Efésios 6 : 11).
Na passagem de (1 João 2:14b) vemos uma diferenciação entre os jovens e as outras pessoas nessa batalha. Vemos que os jovens têm duas armas especiais que quando bem usadas e usadas em conjunto fazem o jovem vencer o maligno são elas:

FORÇA
Diz a palavra de Deus: “Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes”. Mas, o que é essa força?
Essa força descrita na Bíblia não é apenas uma força natural, Isaías disse em uma de suas profecias messiânicas que o Senhor Jesus seria chamado de Deus Forte (Isaías 9:6), além de outros atributos. Como Jesus é a imagem do Deus invisível  (Colossenses 1 : 15), e nós fomos feitos a sua imagem e semelhança (Gênesis 1 : 26), somos também fortes.
Portanto a força que a Bíblia fala não tem relação apenas com o mundo físico, mas também com o mundo espiritual, somos fortes espiritualmente, pois estamos mais abertos a novas experiências, ainda jovens não fomos tão bombardeados com as coisas naturais, por isso que Jesus disse que o reino de Deus é das criancinhas (Marcos 10:14).
Ou seja, quanto mais jovens somos mais inocentes e temos mais força espiritual para lutarmos contra o maligno. Sendo assim quanto mais santos formos mais força teremos assim como nos manda a palavra de Deus (Filipenses 2:15), ela fala que devemos ser sem repreensão, para que nos tornemos diferentes dessa geração corrupta, por isso devemos buscar santidade cada dia mais  (Hebreus 12 : 14).

A PALAVRA DE DEUS
Como vimos anteriormente os jovens tem uma força espiritual maior que os adultos pois são mais inocentes.
Mas a palavra de Deus não diz que é necessária somente a santidade para vencermos a batalha contra o diabo é necessário também: a PALAVRA DE DEUS. A Bíblia fala: “...e a palavra de Deus está em vós...” (1 João 2:14) e “Retendo a palavra da vida, para que no dia de Cristo possa gloriar-me de não ter corrido nem trabalhado em vão.” (Filipenses 2:16).
Devemos reter a palavra de Deus guardá-las em nosso coração para não pecarmos contra Deus (Salmos 119 : 11), o próprio Jesus quando tentado (Mateus 4:1-11) usou a palavra de Deus para se defender e atacar Satanás quando foi necessário. Por isso temos que aprender a ouvir a palavra de Deus e guardá-la em nossos corações para que possamos vencer o maligno.

Muitos jovens negligenciam a palavra de Deus sem conhecer a sua força, eles se prendem nos louvores a esquecem da Bíblia de prestar atenção na pregação, e como vimos isso é um erro pois a palavra de Deus é necessária para lutarmos contra o maligno. Os jovens que realmente vencem são os guardam as palavras de Deus nos eu coração, por isso se você quiser vencer você terá que buscar a santidade e buscar a palavra de Deus.
Faça isso busque a santidade e busque conhecer a palavra de Deus e não haverá limites para o que você poderá fazer (Filipenses 4 : 13), nem para o que Deus pode te dar (João 15 : 7).

Para mais estudos visite o meu blog:
http://pregandovida.blogspot.com/
Texto enviado pelo usuário: Renato Silva